Educação não precisa ser
hierárquica e engessada

O Open Master é uma experiência de formação para a resolução de desafios reais ligados aos serviços públicos brasileiros.

Os participantes desenvolvem projetos em grupo que servirão como trilhas para aprofundar conhecimentos e habilidades em um assunto específico dentro do tema da edição.

O espírito do Open Master é a jornada, não o destino! Será valorizada a prática da aprendizagem por meio do fazer e do ensinar. O produto final elaborado pelos participantes irá retratar o caminho percorrido durante todo o trajeto de aprendizagem, com troca de informações tão valiosas quanto a solução encontrada.

Os pilares do Open Master

Trabalho com parceiros

Você não está sozinho! A colaboração e a união do grupo de participantes são fundamentais para enriquecer o processo de aprendizagem.

Aprender fazendo

Seja você o protagonista da construção do seu próprio conhecimento. É um convite para pôr a mão na massa e trocar experiências!

Acompanhamento

Queremos que você tenha liberdade para aprender, mas também garantir que alcance seus objetivos. Por isso, nossa metodologia é de acompanhamento contínuo.

Edição 2020: inscrições encerradas

As inscrições para a edição 2020 do Open Master estão encerradas. Foram mais de 440 [email protected] e entre os dias 6 e 7 de abril divulgaremos @s [email protected] Neste ano, abordaremos dois temas essenciais para a promoção de serviços públicos mais inteligentes, simples e humanos:

Reimaginando a qualidade do serviço público

A qualidade dos serviços públicos é um tema sempre atual, principalmente em ano de eleições municipais. No mundo todo, os serviços públicos vêm se transformando para atender necessidades cada vez mais diversificadas dos cidadãos. A velocidade com que novas demandas sociais surgem, somada às mudanças econômicas, tecnológicas e sociais trazem desafios de adaptação para o Estado. Com isso, há uma mudança de perspectiva: demandas complexas exigem cada vez mais um olhar integrado dos desafios, o que foge à tradicional (e talvez antiquada) estruturação dos governos em secretarias e pastas fragmentadas, que muitas vezes não dialogam umas com as outras. Como garantir que os candidatos eleitos tenham ferramentas para oferecer um serviço público de qualidade que garanta cidadãos satisfeitos? A implantação do Código do Usuário do Serviço Público (13.460/2017) tem inspirado a transformação do Estado. Com base nele, iremos explorar experiências que podem acelerar essas mudanças nas futuras administrações municipais.

Desafios:

  • Experiências de conselhos de usuários
  • Serviços públicos nas periferias e áreas rurais
  • Serviços públicos em pequenos e médios municípios
  • Inovação no serviço público

Novo controle interno e externo

As práticas de controle baseadas na efetividade das políticas já contam com grande força no debate internacional, conforme reconhece a Organização Internacional das Entidades Fiscalizadoras Superiores (Intosai). O controle formal a partir da verificação de procedimentos e das contas públicas não é suficiente para avaliar o cumprimento dos objetivos primários da administração pública na oferta de serviços públicos. Nessa edição vamos explorar novas experiências de controle baseados em evidências de bons resultados de políticas públicas, como os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS). Também vamos descobrir práticas de prevenção e gestão integrada de riscos, monitoramento e avaliação de políticas de forma integrada, reforçando o papel de órgãos de controle interno e externo como aliados da gestão e dos cidadãos.

Desafios:

  • Gestão de Riscos/Integridade
  • Regulação de relações entre empresas e setor público
  • Controle baseado em efetividade
  • Auditoria interna e corregedoria

Edição 2019

Em 2019, abordamos dois temas estratégicos e imprescindíveis: Qualidade do Serviço Público - personalização e simplificação e Reimaginando a Participação Social. Já imaginou um município em que os cidadãos estejam satisfeitos com os serviços públicos? E uma participação social capaz de construir acordos e agendas comuns? Esses foram os focos dos participantes, que abordaram desafios reais da gestão pública. Confira as soluções cocriadas com a contribuição dos mentores, que podem ser aplicadas nos municípios brasileiros:

Edição de 2018

Uma das edições do Open Master 2018 trouxe o tema Soluções para a implantação dos
Objetivos de Desenvolvimento Sustentável.

Outro assunto abordado no Open Master 2018 foi a Qualidade nos Serviços Públicos: o grande desafio brasileiro.

Quem faz?

A Agenda Pública é especialista no aprimoramento de serviços públicos. Há 10 anos, trabalhamos para fortalecer capacidades institucionais para uma gestão pública mais moderna, simples, humana  e sustentável. Combinamos os esforços de governos, da iniciativa privada e, claro, da sociedade civil para construir soluções para os grandes problemas públicos brasileiros, aprimorando de forma mensurável a oferta, o acesso e a qualidade dos serviços públicos.

A Escola de Políticas Públicas, programa da Agenda Pública, adota métodos educacionais aplicados na resolução de problemas concretos. Para isso, combina formações técnicas, mentorias e intercâmbios com processos para o desenvolvimento de competências ou habilidades socioemocionais, como mediação de conflitos, comunicação e liderança. Com a filosofia de aprender fazendo, a EPP já atingiu mais de 30 mil participantes em centenas de municípios.

A Estratégia ODS é uma coalizão que reúne organizações representativas da sociedade civil, do setor privado, de governos locais e da academia com o propósito de ampliar e qualificar o debate a respeito dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável no Brasil e de mobilizar, discutir e propor meios de implementação efetivos para essa agenda. Em 2018, recebeu financiamento da União Europeia para o Projeto de Fortalecimento da Rede Estratégia ODS, com o objetivo de ampliar a disseminação do tema.

Perguntas Frequentes

Tem alguma dúvida que não está aqui? Nos avise! [email protected]

Quanto custa?

O Open Master é gratuito para os participantes.

Tem certificação?

Sim, a Agenda Pública certificará os participantes com, pelo menos, 80% de presença nos encontros e que entregarem o artigo final.

Como é o processo seletivo?

As inscrições para a edição 2020 estão encerradas. A divulgação [email protected] [email protected] será feita entre os dias 6 e 7 de abril. Acompanhe seu e-mail e fique de olho nas nossas redes.

Preciso ter alguma formação específica para participar?

Não. Pessoas com qualquer formação, formal e informal, podem participar. Queremos compor um grupo com alto potencial de geração de mudança e o mais diversificado possível. Entretanto, é preciso que os candidatos tenham interesse e familiaridade com assuntos relacionados à gestão pública.

Quais os critérios de avaliação?

Os participantes serão avaliados continuamente durante o processo. O portfólio final será avaliado pela equipe da Agenda Pública após o evento de encerramento, dentro de critérios que serão apresentados para o grupo no primeiro encontro.

Preciso participar de todos os encontros?

Sim, é importante a participação em todos os encontros do Open Master.

Quais são as datas e horários dos encontros da edição 2020?

Por conta da pandemia pelo novo coronavírus, o primeiro encontro será realizado no dia 09/05. Os demais acontecem em 23/05, 06/06, 20/06 e estamos definindo a data do último encontro. Para o tema "Reimaginando a qualidade do serviço público" será entre 10h e 14h; para "O novo controle interno e externo", entre 14h e 18h.

Onde serão realizados os encontros da edição 2020?

Os encontros serão realizados no Centro de Pesquisa e Formação do SESC, na Rua Doutor Plínio Barreto, 285 - Bela Vista - São Paulo.