open master

Uma experiência de aprendizagem que vai marcar a sua vida! Uma imersão em problemas públicos reais que vão desafiar você!

Jornada do Open Master

Premissas do Open Master

Aprendizagem a
partir de problemas

situações concretas que inspiram e engajam os participantes

Aprendizagem
mão na massa

interações reais que ajudam a compreender limites e possibilidades de cada experiência

Habilidades
socioemocionais

estímulo constante ao desenvolvimento de empatia, trabalho em equipe, liderança, comunicação e gerenciamento de relacionamentos

Autonomia e
acompanhamento

liberdade para aprender, mas com metodologia de acompanhamento contínuo

Relacionamentos
significativos

pessoas e experiências gratificantes que conectam, inspiram, desafiam e marcam positivamente

Posso participar dessa experiência?

Se você tem interesse em propor soluções para aprimorar os serviços públicos brasileiros, o Open Master é para você!

Quem inspira a busca por soluções pelos participantes?

Conheça nossos mentores e mentoras!

Bruno
Mancini

Saiba mais

Administrador Público e mestrando em Gestão de Organizações e Políticas Públicas, foi membro do Grupo de Pesquisa sobre Controle Social do Gasto Público (UNESP/CNPQ) e pesquisador na área de finanças e orçamento públicos, federalismo fiscal no Brasil e Planejamento e Gestão Municipal orientada para resultados. Profissionalmente, atua desde 2009 com planejamento governamental, elaboração e acompanhamento de políticas públicas, e orientação estratégica ao orçamento público municipal. Atualmente, é servidor do município de Osasco-SP e exerce o cargo de Secretário de Planejamento e Gestão de Osasco-SP em que coordena a equipe responsável pela elaboração dos Planos Municipais Setoriais e Intersetoriais, do Planejamento Estratégico, PPAs e execução de projetos prioritários para a gestão municipal.

Bruno
Martinelli

Saiba mais

Servidor público apaixonado por sua bicicleta, é graduado e mestre em Gestão de Políticas Públicas pela Universidade de São Paulo. Entre 2017 e 2019 desenvolveu projetos de inovação em governo no (011).lab, Laboratório de Inovação da Prefeitura de São Paulo. Atualmente é assessor técnico da Chefia de Gabinete da Fundação CASA. Acredita que métodos ágeis transformam o serviço público para o cidadão.

Christian
Geronasso

Saiba mais

Digital Transformation Advisor na SAP Brasil, palestrante e professor, especializado na identificação e construção de propostas de valor através de abordagens inovadoras. Sua experiência abrange diversos segmentos, de indústrias pesadas ao varejo. Já atuou em mais de 300 empresas, entre elas, Mondelez, Randon, Renault, CMPC, GPA entre outras. Sua missão é promover a Transformação Digital e Inovação no Brasil, assegurando sua competitividade internacional. Evangelista da cadeia de valor digital e suas tecnologias. Membro do Comitê Macroeconômico e Redator da coluna de Inovação e Tecnologia do ISAE subsidiária FGV. Master Practitioner em Programação Neurolinguística. Podcaster no podcast oficial da SAP Brasil, o SAPCast.

Felipe
Maruyama

Saiba mais

Doutorando e Mestre em Engenharia de Produção pela Escola Politécnica da Universidade de São Paulo e bacharel em Design pela Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da mesma universidade. Atualmente, é Coordenador Geral do 011.lab, laboratório de inovação em governo da Prefeitura de São Paulo. No âmbito acadêmico, é pesquisador associado do Laboratório de Gestão de Inovação da USP (LGI) e do Centro Brasileiro de Análise e Planejamento (CEBRAP). É idealizador do Failtech, iniciativa sem fins lucrativos com objetivo de compartilhar as falhas e erros que levaram empresas inovadoras a encerrarem suas atividades.

Luana
Moraes

Saiba mais

Atualmente é Coordenadora de Educação e Gestão Pública na Fundação Brava e Sócia do Bloomsbury Policy Group (BPG). Graduada em Relações Internacionais pela Unijorge, mestre em Estudos do Desenvolvimento pela SOAS e em Políticas Públicas e Gestão pela King’s College London, como bolsista Chevening. Já atuou no setor público, na academia, em organismos internacionais e no terceiro setor com desenvolvimento de liderança, inovação, empreendedorismo social e gestão de projetos no Brasil, no Reino Unido e no Marrocos.

Marcelo
Mota

Saiba mais

Engenheiro eletricista formado pela Universidade Federal da Bahia, mestre em Administração de Empresas pela Universidade de Warwick na Inglaterra e com 30 anos de experiência nas áreas de Energia, Informática, Aeroportos, Gestão Empresarial, Setor Público e Consultoria, Marcelo Mota é o atual Diretor de Operações da Aeroportos Brasil Viracopos S.A. Foi Vice-Presidente Associado do TD Bank Financial Group (2º maior banco do Canadá e 6º maior da América do Norte) e atuou nove anos na Greater Toronto Airports Authority, onde ocupou o cargo de Diretor de Gerenciamento de Programas & Projetos de Tecnologia da Informação, além de ter sido Diretor do Project Management Institute (PMI) Southern Ontario Chapter, no Canadá. No Brasil, foi Diretor de Desenvolvimento de Negócios e Diretor de Operações e Suporte Técnico da PRODEB. Ocupou ainda diversos cargos gerenciais durante os 17 anos em que esteve na COELBA – Companhia de Eletricidade do Estado da Bahia.

Martina
Bergues

Saiba mais

É Analista de Políticas Públicas e Gestão Governamental na Prefeitura de São Paulo desde 2016. Atualmente, coordena a equipe responsável pela digitalização de serviços públicos na Coordenadoria de Atendimento ao Cidadão da Secretaria de Inovação e Tecnologia. Antes da experiência na Prefeitura, trabalhou com pesquisa acadêmica na Fundação Getúlio Vargas e com avaliação de serviços públicos na Fundação do Desenvolvimento Administrativo. Martina Mestre em Administração Pública pela Fundação Getúlio Vargas e Bacharel em Ciências Sociais pela Universidade de São Paulo (USP) e em Relações Internacionais pela Pontifícia Universidade Católica (PUC-SP). É apaixonada pelo serviço público e por inovação em governos.

Sergio
Andrade

Saiba mais

Mestre em Gestão e Políticas Públicas (FGV/EAESP). Cientista Social pela USP, especialista em Negociações Internacionais pela UNESP. Possui 15 anos de experiência na área governamental e no setor privado, com trabalhos para diversos órgãos Federais, Estaduais e Municipais. Recebeu prêmios de empreendedorismo social da Folha de S.Paulo, Fundação Schwab e Fórum Econômico Mundial.

Thomaz
Barbosa

Saiba mais

Possui Doutorado Acadêmico (2019) e Mestrado Acadêmico (2015) em Administração Pública e Governo (FGV-EAESP), linha de pesquisa Governo e Sociedade Civil em Contextos Subnacionais. Graduado em Ciências Sociais pela UFMG (2012) e em Turismo pelo Centro Universitário Newton Paiva (2002). Durante o doutorado foi pesquisador-visitante no Center for Technology in Government (CTG) na State University of New York (SUNY UAlbany). Atuou na Coordenação de Promoção de Integridade na Controladoria Geral do Município de São Paulo. Atualmente é professor de graduação na Escola de Negócios da Universidade Anhembi Morumbi, professor de pós-graduação no curso de Gestão da Comunicação em Mídias Digitais (SENAC-SP) e no curso de Gestão Pública (FESP-SP). Também atua como consultor autônomo em governos subnacionais e no terceiro setor. Possui pesquisas relacionadas com as seguintes temáticas: controles democráticos e accountability, transparência pública e dados governamentais abertos, planejamento estratégico, inovação e governança.

6 edições

presenciais de grande sucesso

Temas

relevantes
e diversos

Alumni

rede de
90 lideranças

20

projetos
aplicados

+20

mentores com reconhecimento nacional
e internacional

Inscrições

As inscrições para a edição 2020 estão encerradas.
Foram mais de 440 inscritos e em breve compartilharemos as soluções criadas pelos participantes, que abordarão dois temas:

Reimaginando a qualidade do serviço público

 A qualidade dos serviços públicos é um tema sempre atual, principalmente em ano de eleições municipais. No mundo todo, os serviços públicos vêm se transformando para atender necessidades cada vez mais diversificadas dos cidadãos. A velocidade com que novas demandas sociais surgem, somada às mudanças econômicas, tecnológicas e sociais trazem desafios de adaptação para o Estado. Com isso, há uma mudança de perspectiva: demandas complexas exigem cada vez mais um olhar integrado dos desafios, o que foge à tradicional (e talvez antiquada) estruturação dos governos em secretarias e pastas fragmentadas, que muitas vezes não dialogam umas com as outras. Como garantir que os candidatos eleitos tenham ferramentas para oferecer um serviço público de qualidade que garanta cidadãos satisfeitos? A implantação do Código do Usuário do Serviço Público (13.460/2017) tem inspirado a transformação do Estado. Com base nele, iremos explorar experiências que podem acelerar essas mudanças nas futuras administrações municipais.

Desafios:

  • Experiências de conselhos de usuários
  • Serviços públicos nas periferias e áreas rurais
  • Serviços públicos em pequenos e médios municípios
  • Inovação no serviço público

Novo controle interno e externo

As práticas de controle baseadas na efetividade das políticas já contam com grande força no debate internacional, conforme reconhece a Organização Internacional das Entidades Fiscalizadoras Superiores (Intosai). O controle formal a partir da verificação de procedimentos e das contas públicas não é suficiente para avaliar o cumprimento dos objetivos primários da administração pública na oferta de serviços públicos. Nessa edição vamos explorar novas experiências de controle baseados em evidências de bons resultados de políticas públicas, como os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS). Também vamos descobrir práticas de prevenção e gestão integrada de riscos, monitoramento e avaliação de políticas de forma integrada, reforçando o papel de órgãos de controle interno e externo como aliados da gestão e dos cidadãos.

Desafios:

  • Gestão de Riscos/Integridade
  • Regulação de relações entre empresas e setor público
  • Controle baseado em efetividade
  • Auditoria interna e corregedoria

Perguntas frequentes

Seu título vai aqui

Your content goes here. Edit or remove this text inline or in the module Content settings. You can also style every aspect of this content in the module Design settings and even apply custom CSS to this text in the module Advanced settings.

Quanto custa?

O Open Master é gratuito para os participantes.

Tem certificação?

Sim, a Agenda Pública certificará os participantes com, pelo menos, 80% de presença nos encontros e que entregarem o artigo final.

 

Como é o processo seletivo?

Definimos os temas e abrimos o processo de inscrições. Os interessados (as) devem se inscrever no assunto de interesse. A seleção é feita pela equipe da Agenda Pública com base no perfil, disponibilidade e motivação. 

 

Preciso ter alguma formação específica para participar?

Pessoas com qualquer formação podem participar. Queremos compor um grupo com alto potencial de geração de mudança e o mais diversificado possível. Entretanto, é preciso que os candidatos tenham interesse e familiaridade com assuntos relacionados à gestão pública.

 

Preciso participar de todos os encontros?

Sim, é importante a participação em todos os encontros do Open Master.

 

Quais os critérios de avaliação?

Os participantes serão avaliados continuamente durante o processo, considerando elementos como interação em grupo, participação nas atividades regulares e mentorias, envolvimento na construção das soluções e qualidade do artigo final.

Bitnami